AF Recital FB

 

VERBO FEMININO

Recital de Poesia com Natália Luiza (voz) e Rui Rebelo (música)

 

SINOPSE

Natália Luiza diz grandes poetas da língua portuguesa e Rui Rebelo acompanha musicalmente esta convocação de vozes diversas de Mulheres de quatro continentes que escreveram ou escrevem na língua portuguesa – Angola, Brasil, Cabo Verde, Galiza, Guiné, Macau, Moçambique, S. Tomé e Portugal. Este será um percurso por sentimentos, vivências e histórias e por alguns temas que atravessam a vida de todos os seres humanos e alguns especificamente das mulheres.

 

FICHA TÉCNICA E ARTÍSTICA

textos: Autoras/Poetas da Lusofonia | seleção de textos e dramaturgia: Natália Luiza | interpretação: Natália Luiza (voz) e Rui Rebelo (música) | espaço sonoro: Rui Rebelo | desenho de luz: Natália Luiza | espaço cénico e figurinos: Natália Luiza e Marco Fonseca | fotografia: Susana Monteiro | design gráfico: Teresa Serra Nunes | montagem: Marco Fonseca e Hugo Tomás | operação técnica: Hugo Tomás | assistente de comunicação e produção: Rita Mendes | produção executiva: Susana Monteiro | direção de produção: Rita Conduto | direção artística do Teatro Meridional: Miguel Seabra e Natália Luiza

 

TEMPORADA 

23 e 24 SET | 2022

Sexta e Sábado 21:00

 

CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA 

M16

 

DURAÇÃO

70min

 

BILHETEIRA

meridional.bol.pt

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. | 91 999 12 13

 

BIOGRAFIAS

Natália Luiza
Maputo, Moçambique, 1960. Licenciada em Teatro, Formação de Atores, pela Escola Superior de Teatro e Cinema, Bacharel em Psicologia na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Lisboa e frequência no Mestrado de Estudos Africanos, para além de vários cursos pontuais de formação de reciclagem em artes cénicas e técnicas (produção e luz).
Ao longo de 37 anos, tem dividido a sua atividade como encenadora, formadora, atriz, programadora e dramaturgista. Como encenadora realizou 23 encenações e, desde 1986 que trabalha como formadora em diversas instituições de vários níveis de ensino. Fez 8 assistências artísticas no Teatro Meridional. Participou como atriz em 21 espetáculos de Teatro em várias companhias de teatro, tendo ganho alguns prémios como intérprete. No âmbito da dramaturgia, trabalhou em 21 espetáculos, na dramaturgia, adaptações e criações de texto. Programa há 20 anos juntamente com Miguel Seabra o Teatro Meridional e foi responsável durante 3 anos pela criação e programação da Teia no TNDM II – Atividades transversais e complementares à Programação. Fez várias peças em TV, participou em novelas e séries como atriz e fez direção de atores em 5 séries. Fez rádio, cinema, dobragens e gravou 9 discos de poesia. Já realizou mais de 50 recitais de poesia e lançou vários livros de poesia, prosa e romance. Foi júri de vários prémios de dramaturgia e cinema e trabalhou em muitas outras atividades no domínio da psicologia.

Rui Rebelo
Com formação clássica e de jazz, passando pela música étnica, experimental e tradicional portuguesa. Tem desenvolvido a sua atividade profissional como multi-instrumentista, compositor, professor, encenador e ator, trabalhando maioritariamente para teatro, dança e audiovisuais.
A sua música tem-se caracterizado pelo cruzamento e a variedade de linguagens, a utilização de objetos e de sons da natureza e do quotidiano enquanto instrumentos musicais, bem como pela dimensão performativa e plástica das suas atuações ao vivo.
Em Teatro trabalhou enquanto autor ou intérprete em mais de 100 produções teatrais, para vários encenadores, tais como: António Pires, Carlos Avilez, Claude Krespin, Claudio Hochman, Cucha Carvalheiro, Diogo Infante, Fernando Mora Ramos, Francisco Salgado, François Berreur, Franzisca Aarflot, João Brites, João Lourenço, John Mowat, Jorge Silva Melo, José Carlos Garcia, José Peixoto, Martim Pedroso, Miguel Seabra, Natália Luiza, Nuno Carinhas, Rui Mendes e Sofia de Portugal entre outros.
Foi elemento fundador da Companhia do Chapitô̂ e do Teatro dos Aloés. Trabalha regularmente com o Teatro Meridional e os Artistas Unidos.
Vem desenvolvendo, nos últimos 20 anos, uma linguagem performativa de compreensão universal, utilizando uma fusão de linguagens cénicas, que transponham as barreiras da linguagem verbal, privilegiando o som e a imagem como veículos prioritários na comunicação com o público.
Com mais de uma centena de atuações em palcos internacionais, tem feito da internacionalização um dos principais meios de divulgação dos seus espetáculos, tendo atuado e dado formação em mais de 20 países espalhados pelo mundo.

 

 

 

Newsletter

Desejo receber novidades sobre o Teatro Meridional.
Ao subscrever a newsletter do Teatro Meridional, está a dar-nos permissão para o tratamento dos seus dados de acordo com o Regulamento Geral da Proteção de Dados. A AMC garante que os dados se destinam exclusivamente para a divulgação e promoção da sua actividade e programação. Para mais informação sobre a nossa política de privacidade, carregue aqui